Amor, sexo e muito +

Um espaço para expressão e discussão de ideias

Uma maneira diferente de usar a língua

with 6 comments

Uma amiga minha teve uma conversa muito estranha com a terapeuta. Tão esquisita que precisou de uma segunda sessão de análise. E comigo,  que não sou psicóloga. Ela me contou algo que aconteceu em sua sessão. Durante a conversa, ela revelou que tinha um hábito desde pequena e que a profissional a mandou parar com aquilo. Eu, que a conheço desde a época do colégio, perguntei do que se tratava. Ela sussurrou algo que não entendi. Pedi  para falar mais alto. Minha companheira mais uma vez murmurou. Pela terceira vez, eu falei que não havia entendido o que ela dizia.

De repente,  não sei se ficou brava porque eu ainda não havia escutado ou talvez tenha sido uma forma de enfrentar a vergonha de revelar seu segredo,  ela me gritou: “Eu chupo a língua. entendeu? Eu chupo a minha língua”. Meio perplexa,  murmurei: “Como assim?”. E ela, um tanto sarcástica, respondeu: “A língua. Sabe aquilo que fica dentro da boca e a gente usa quando fala, entre outras coisas? Então, eu chupo a minha!” Enquanto absorvia a informação, fazia força para aparentar que aquilo era muito comum e que já havia ouvido essa história de um monte de gente.

Continuei a conversa, normalmente. “Ah, é mesmo? E há quanto tempo você faz isso? Qual a técnica que você usa?  É muito difícil? ” Meio sem jeito, ela contou que era um hábito antigo desenvolvido na infância. A família humilde não tinha dinheiro para comprar uma chupeta para a menina. E aí, ela começou a chupar a própria língua, hábito que continuou até depois  dos 30.

Mas o que a intrigava é que a terapeuta pegou nesse ponto na última sessão. E começou a criticar seriamente aquele hábito. Minha amiga se defendeu e à sua língua. “Como assim? Não posso chupar minha língua? É minha, conheço a procedência, é limpinha. Tem gente chupando coisa muito pior por aí e ninguém fala nada”, disse, sentindo-se contra a parede.  E a profissional continuava em sua tese de que chupar a língua era um vínculo com o passado, com a infância. E ela era uma mulher crescidinha já.  As duas passaram uma sessão inteira assim, 50 minutos, discutindo o porquê deixar ou não de chupar a língua.

No final, a terapeuta sugeriu que quando ela tivesse vontade de chupar a língua, fizesse contrações vaginais.  Minha amiga não entendeu direito, mas acha que é para mudar o foco da atenção da boca para a vagina. “Mais adulto, né?”, me perguntou. Assenti com a cabeça e lembrei-me de outra pessoa que  tinha o vício de roer as unhas. Dos pés. Essa também deveria ser uma sessão de terapia bem interessante.

Qual seu grau de sadismo ou masoquismo? 

Nem todo hetero gosta de mulheres

Thiago Fragoso sobre cena de O Astro: “Ficar nu foi o de menos”

Tire a cabeça da bunda e seja mais feliz

Etiqueta sexual: evite mentir que ligará para ela no dia seguinte

Jaque Khury posa nua e fala sobre saída de Legendários: ” Fui mandada embora pelo Marcos Mion”

Ejaculação precoce está entre as disfunções sexuais mais difíceis de se tratar

Camisinhas diferentes são opções interessantes no mercado 

Preserv lança o maior e mais fino preservativo do país

Prudence lança preservativos com sabores de cola e melancia

Mulheres gemem para estimular o orgasmo do parceiro

Written by cleofrancisco

junho 10, 2011 às 12:16 pm

6 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. EU TENHO 28 ANOS E AINDA CHUPO LINGUA, COM A SUA AMIGA DEU CERTO ESSA HISTÓRIA DA CONTRAÇÃO??? NÃO VEJO A HORA DE ME LIVRAR DESTE VICIO.

    jana

    setembro 1, 2014 at 1:14 pm

    • Melhorou, sim! Na verdade, ela se tocou que era uma espécie de vínculo com a infância, como se uma parte dela tivesse parado de amadurecer, se recusasse a crescer… Mas ela me contou depois que descobriu que tinha bruxismo pois começou a ter desgaste dos dentes. Quando ela enrolava a língua, de alguma forma, os dentes não encostavam… E foi obrigada a usar placa na hora de dormir para que continuassem a não encostar… rsrsrs…

      cleofrancisco

      setembro 22, 2014 at 7:39 pm

  2. MOTHER OF GOD , COMO ALGUEM CHUPA SUA LINGUA ?

    Laura

    outubro 8, 2011 at 5:28 pm

  3. Em preimiero lugar, quero cumprimenta-la pelo site, pois trata de asuntos sérios, mas com simplicidade.
    Esta foi a minha primeira de muitas visitas que farei em seu site.
    Um abraço,

    Ton

    junho 13, 2011 at 3:38 pm

    • Obrigada pelos elogios. Ainda estou no começo e conto com a colaboração e sugestão de todos, incluindo a sua! Um abraço.

      cleofrancisco

      junho 13, 2011 at 3:42 pm


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: