Amor, sexo e muito +

Um espaço para expressão e discussão de ideias

A difícil arte de morar sozinha – parte I

leave a comment »

Morar sozinha não é nada fácil. Sempre saindo cedo para o trabalho e chegando de noite.  Arruma-se tempo para fazer cursos depois do expediente ou no fim de semana. Também precisamos achar brecha para ir ao supermercado, arrumar a casa (sim, porque aquela faxina feita uma vez por semana tem de ser mantida nos outros dias), colocar roupa para lavar.

Temos de incluir ainda um tempo para exercitar: vale ir à academia ou a caminhada pelo quarteirão. Dizem que 30 minutos já está de bom tamanho.  Não dá para esquecer a manicure, a escova no cabelo. Quem sabe refazer as luzes também? Afinal, a raiz já cresceu bastante. Ah, e é bom aproveitar para abastecer o carro, ver o óleo e calibrar os pneus.

Tem também os boletos de contas que precisamos pagar no caixa eletrônico e que tem aquela fila. Acrescente-se ainda a ida ao ginecologista e outros médicos, os exames naquele laboratório demorado e o retorno ao doutor, que sempre encontra um probleminha que vai exigir um tratamento e nos fazer voltar. Há ainda as visitas aos familiares, saídas com as amigas para saber das últimas fofocas, ver o filme que está dando o que falar e, claro, um tempinho para namorar que ninguém é ferro.

Mas com tantos afazeres, tem coisas que ficam mesmo por fazer… E durante muito tempo.  Conheço gente que passou por saias justas por causa dessas pendências. Como a amiga que foi morar sozinha em um impulso por causa de problemas com a família e, sem muito dinheiro, alugou o apartamento mais barato que encontrou. Grande até, mas sem acabamento nas paredes, piso coberto com carpete horrível e difícil de limpar e quase nenhum móvel.

Desencanada, estava de bom tamanho um confortável colchão no chão pra dormir, televisão para ficar informada e o fogão para fazer café de manhã.  Mas era seu pedaço de paraíso, longe das discussões familiares e da tensão profissional. Com uma vida corrida e plantões de fim de semana que a obrigavam a trabalhar 15, 21 dias direto, a moça quase não parava em casa e nem se preocupou em ter uma geladeira… Por uns bons seis meses.

Até que o namorado novo começou a implicar que precisava colocar a cerveja para geladeira.  O rapaz já estava mostrando insatisfação. Era hora de satisfazer o moço com algo além de suas curvas e carinho ou o relacionamento poderia esfriar com a velocidade que a cerveja dele esquentava na pia da cozinha. Sabemos que para muitos homens, entre um corpo quente e apaixonado de uma mulher e meia dúzia de cervejas estupidamente geladas no verão, eles vão escolher a segunda alternativa.

A vida melhorou e ela foi para outro apartamento tempos depois. Mas a correria era a mesma. Outro namorado foi visitá-la pela primeira vez. Afetuosa, ela o recebeu e disse: “Sente-se, querido”. E ele, virginiano de carteirinha, do tipo que tira os sapatos e os coloca lado a lado na sapateira, respondeu: “Onde?”. Ela voltou os olhos para o sofá que parecia uma lasanha: primeira camada com jornais da semana, segunda de CDs e a terceira de livros e revistas. “Ah, puxa tudo para o chão e arruma um cantinho”, comentou sem cerimônia, como era de seu feitio. Era uma daquelas muitas semanas em que a senhora que fazia a faxina não pode ir. Parece que o romance não durou muito.

Qual seu grau de sadismo ou masoquismo? 

Nem todo hetero gosta de mulheres

Thiago Fragoso sobre cena de O Astro: “Ficar nu foi o de menos”

Tire a cabeça da bunda e seja mais feliz

Etiqueta sexual: evite mentir que ligará para ela no dia seguinte

Jaque Khury posa nua e fala sobre saída de Legendários: ” Fui mandada embora pelo Marcos Mion”

Ejaculação precoce está entre as disfunções sexuais mais difíceis de se tratar

Camisinhas diferentes são opções interessantes no mercado 

Preserv lança o maior e mais fino preservativo do país

Prudence lança preservativos com sabores de cola e melancia

Mulheres gemem para estimular o orgasmo do parceiro

Written by cleofrancisco

julho 4, 2011 às 6:00 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: