Amor, sexo e muito +

Um espaço para expressão e discussão de ideias

Dúvidas sobre masturbação, ejaculação precoce, DSTs, métodos contraceptivos? As respostas podem estar aqui

leave a comment »

 

 

Todos, em algum momento da vida, temos dúvidas sobre sexo. E nem todas as pessoas de nosso círculo social estão capacitadas para respondê-las, o que contribui para manter tabus como a masturbação, por exemplo. Ou faz os homens que sofrem de ejaculação precoce demorar até quatro anos para procurar um médico, como disse o andrologista e ginecologista Lister Salgueiro. O ideal é sempre procurar algum especialista no assunto ou recorrer aos livros que tratam do assunto. Uma alternativa é a série Aprendendo a Sexualidade, da Expressão & Arte Editora, obras de leitura rápida e que abordam vários temas (Aids, sexo virtual, impotência, anticoncepção, erotismo, entre muitos outros) escrito por especialistas, em linguagem simples e direta. Essas obras são sempre uma ótima opção para saber um pouco mais sobre a sexualidade humana que sempre se confunde com conceitos morais e religiosos.

EJACULAÇÃO PRECOCE

Escrito pela psicóloga Jussania da Silva Oliveira, a obra aborda a ejaculação precoce que é, geralmente, resultado de vários fatores que interagem entre si. A autora defende que o alto nível de ansiedade é um de seus mais importantes aspectos, associado à imaturidade emocional e às experiências negativas no começo da vida sexual. Este livro tem o intuito de apresentar as possíveis causas orgânicas e psicológicas já conhecidas, além dos tipos de ejaculação precoce. Aborda também técnicas específicas de tratamento, focalizando o papel do terapeuta sexual.

MASTURBAÇÃO

De Cristina Romualdo (Psicóloga) O objetivo desta obra é discutir detalhadamente este assunto, tentando entender a origem dos preconceitos e a importância da masturbação na vida sexual saudável de homens e mulheres.Sempre existiram muitos mitos em torno do ato e, das mais diferentes formas, foram transmitidos às novas gerações. Alguns são mantidos até hoje, como, por exemplo, a crença que muitos jovens têm de que ao se masturbarem demais terão problemas sexuais no futuro.  Através de estudos científicos passou-se a entender a masturbação como um aspecto positivo do desenvolvimento sexual, pois homens e mulheres que conhecem seus próprios corpos e suas zonas erógenas têm maior possibilidade de usufruir o prazer que a relação sexual pode lhes proporcionar.

EROTISMO E MÍDIA

De Tânia Márcia Cezar Hoff (Doutora em Análise do Discurso e Mestre em Artes) e Francisco Carlos Camargo (Poeta, Compositor e Mestre em Filosofia das Ciências). O livro levanta algumas questões importantes, entre elas: como você vê seu corpo? Acredita ter domínio sobre ele? Acha ser possível fazer dele o que bem entende? Como você agiria se soubesse que o seu corpo serve a um poder mesmo contra a sua vontade? O que você pensaria se soubesse que seu corpo é visto como um produto e não como vontade humana fazendo a vida? Nesta obra, os autores analisam como nem mesmo o erotismo, que é subjetividade humana, escapou dos domínios do poder, da economia e do mercado.

DICIONÁRIO DE SEXUALIDADE COMENTADO

De Nuno Nodin. Neste dicionário,  as dúvidas sobre os principais conceitos são abordadas de maneira objetiva e esclarecedora. O autor selecionou vários conceitos, tais como aborto, coito, ejaculação, orgasmo, hímen, lesbianismo, pedofilia, parto, etc. Ao todo são 169 verbetes. Ele explica os conceitos e se posiciona a partir de uma perspectiva contemporânea de educação sexual.

ANTICONCEPÇÃO E SEXUALIDADE – Um Guia para Prevenir a Gravidez 

Organizado por Paulo R. b Canella (Professor Titular do Instituto de Ginecologia da UFRJ e Mestrado em Sexologia da UGF). Os métodos anticoncepcionais são apresentados vinculados às funções reprodutivas. A ideia da obra é de que a busca do prazer sexual seja feita com a garantia de que não haverá gravidez indesejável.

DISFUNÇÃO ERÉTIL – Esclarecimentos Sobre a Impotência Sexual

De Oswaldo M. Rodrigues Júnior (Psicólogo). O autor aborda o assunto cujo termo começou a ser usado há mais de 100 anos. Mas as preocupações com o funcionamento do corpo humano no sexo vêm desde a antiguidade. Na cultura grega, a impotência masculina era considerada uma doença que impedia a reprodução e levava o homem impotente a ser segregado e expulso de sua cidade natal. O sentido mudou um pouco ao longo dos anos, mas sempre quis dizer a incapacidade ou dificuldade com a ereção peniana no relacionamento sexual. O livro discorre sobre as causas desse problema e as possibilidades de tratamento.

– MENSTRUAÇÃO

De Maurício Torselli (Psicólogo) e Graziela Lanzara (Médica especializada em Doenças Infecciosas e Parasitárias). O livro trata da menstruação de várias maneiras: mostrando seu sentido histórico e significados em várias culturas, os mitos, as dúvidas, as patologias e o fato de muitas mulheres hoje optarem por suspender o ciclo menstrual.

SEXUALIDADE E DEFICIÊNCIA: ROMPENDO O SILÊNCIO

De Ana Rita Paula (Psicóloga), Maria da Penha Lopes (Pedagoga) e Mina Rogen (Assistente Social e consultora na área de deficiências). O livro aborda erotismo e deficiência, termos que parecem não combinar quando colocados juntos. Quando nos deparamos com alguém que se locomove em uma cadeira de rodas ou carrega as sequelas de uma paralisia cerebral, dificilmente imaginamos que este ser humano possa sentir desejo e se relacionar sexualmente. E, se por acaso, ele disser que mantém relações sexuais, em geral reagimos com desconfiança ou pena. Esses sentimentos e reações pedem revisão à luz de informações que permitam ver além dos estereótipos. A disposição interna para refletir sobre essas posturas e mudar, se necessário, é o primeiro passo no sentido de favorecer a inclusão das pessoas com deficiência.

SEXUALIDADE NA FAMÍLIA

Organizado pela Prof. Dra, Ana Lucia de Moraes Horta (Enfermeira, Mestre e doutorada pela USP, Terapeuta Familiar e de Casal)  e Marianne Ramos Feijó (Prof. e Supervisora Clínica dos Cursos de Terapia Familiar e de Intervenções Sistêmicas do NUFAC/PUCSP e FAMERP). Este livro foi elaborado a partir do I Simpósio de Sexualidade na Família realizado na UNIFESP/SP em 2006 organizado pelo CIESEX. Nele, a sexualidade humana é apresentada considerando diversos contextos, dimensões e possibilidades de trabalho com a família enquanto avanços e desafios na atualidade. Trata o tema contemplando olhares de pesquisadores e profissionais de diferentes disciplinas sobre  aspectos da anatomia e fisiologia do corpo feminino e masculino, questões relacionadas com casais e formas criativas de abordagem de educação.

Leia também:

Etiqueta sexual: evite mentir que ligará para ela no dia seguinte 

Tire a cabeça da bunda e seja mais feliz

Jaque Khury posa nua e fala sobre saída de Legendários: ” Fui mandada embora pelo Marcos Mion”

Ejaculação precoce está entre as disfunções sexuais mais difíceis de se tratar

Camisinhas diferentes são opções interessantes no mercado 

Preserv lança o maior e mais fino preservativo do país

Prudence lança preservativos com sabores de cola e melancia

Mulheres gemem para estimular o orgasmo do parceiro

 

 

 


 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: