Amor, sexo e muito +

Um espaço para expressão e discussão de ideias

Traição pela internet pode ser considerada infidelidade?

leave a comment »

Logo ashley madison

(Foto: Reprodução do site Ashleymadison.com) Propaganda do site: a vida é curta, curta um caso, diz o slogan

Em novembro de 2011 fiz uma matéria de cinco páginas sobre infidelidade masculina para a revista UMA e acabei abordando também os sites de traição, que haviam desembarcado naquele ano em terras brasileiras. Entrevistei o criador do site Ashleymadison.com, o canadense Noel  Biderman, por Skype, de seu escritório em Toronto. E ele, claro, defendeu seu negócio. “A infidelidade sempre foi associada à oportunidade e costumava ficar mais restrita ao ambiente de trabalho. No entanto, um caso perfeito para um homem não é apenas aquele em que se tem uma maravilhosa relação sexual, mas no qual também não há a possibilidade de ser pego, tem sigilo. No trabalho, é possível encontrar ótimo sexo, mas os outros podem saber disso”, disse Biderman sobre trair com o auxílio da internet.

Bem, como soubemos nos últimos dias, essa prática não é tão segura assim. De acordo com matéria do portal R7 que cita outro site, o Mashable, 33 milhões de usuários do Ashleymadison.com tiveram seus nomes, preferências sexuais, telefones e outros dados expostos após o ataque de hackers. Ontem (25/08)  o site brasileiro publicou que três pessoas teriam supostamente se suicidado por conta do vazamento de informações.

Verdade ou não, o fato é que muitas pessoas se utilizam da web para se conectar com outros parceiros com os quais farão sexo virtual, que pode ou não se tornar presencial. E no caso de a relação acontecer apenas via tela de computador, muitos nem mesmo verão nisso uma traição, já que não existe contato físico. Mas o tema infidelidade sempre causa polêmica talvez porque seja visto como a maior transgressão feita dentro de um casamento. E quando aliamos a traição à internet, aumentam as questões sobre o tema. Sexo virtual é sexo? Pode ser visto como infidelidade? Vale a pena utilizar a internet para ter prazer com outra pessoa e se sentir seguro de que ninguém saberá da história?

Leia também:

Instituição católica promove XX Jornada de Sexualidade com foco na Juventude; vagas são limitadas e inscrições gratuitas estão abertas

Por que os homens traem? Parte I: o amor nos tempos do Australopithecus

Por que os homens traem? Parte II: o casamento monogâmico e eterno abre as portas para a infidelidade

Dizer que homem é “Divagar” é sexista, mas usar uma gostosa para vender cerveja, não

Dia Internacional de Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina: sim, a data existe e é hoje

Ana Paula Padrão: “Tive durante anos muitos problemas de autoestima”

Camisinhas Diferentes São opções Interessantes nenhuma Mercado

Energia sexual Bem utilizada Ajuda na Evolução Espiritual, Escritor Afirma

Presente de Natal: Mae e Filho si encontram depois de 24 Anos

Mônica Buonfiglio: “Me Decepciona ver uma mulher reclamando que não é feliz porque nao tem um namorado

A Vida Íntima dos famosos

Saia-justa: educadora sexual e dona de loja de produtos eróticos

 

Written by cleofrancisco

agosto 26, 2015 às 11:08 am

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: